Olá, Visitante!
Olá, Visitante!
Microinversor Grid-Tie 500W sem WI-FI APSystems - YC500A-220V

Microinversor Grid-Tie 500W sem WI-FI APSystems - YC500A-220V

SKU 1700
Disponibilidade: Imediata
    • 1
      ESTAMPA
      UNICA Indisponível
    • 2
      TAMANHO
      U Indisponível
    • 3
      COR
      UNICA Indisponível
Promoção Selo Branco
Aproveite, ainda temos 3 itens no estoque
R$ 1.538,50
12 x de R$ 145,50 com juros
ou R$ 1.430,81 à vista (com 7,00% de desconto no Boleto Bancário)
Quantidade
OPÇÕES DE PARCELAMENTO

1 x sem juros de R$ 1.538,50

2 x sem juros de R$ 769,25

3 x sem juros de R$ 512,83

4 x sem juros de R$ 384,62

5 x sem juros de R$ 307,70

6 x sem juros de R$ 256,41

7 x com juros de R$ 237,77

8 x com juros de R$ 210,06

9 x com juros de R$ 188,46

10 x com juros de R$ 171,29

11 x com juros de R$ 157,23

12 x com juros de R$ 145,50




Não sei meu cep


Quantidade
R$ 122,89
12 x de R$ 11,62 com juros
ou R$ 114,29 à vista (com 7,00% de desconto no Boleto Bancário)
    • 1
      ESTAMPA
      UNICA Indisponível
    • 2
      TAMANHO
      U Indisponível
    • 3
      COR
      UNICA Indisponível
Adicionar
Quantidade
R$ 14,38
2 x de R$ 7,19 sem juros
ou R$ 13,37 à vista (com 7,00% de desconto no Boleto Bancário)
    • 1
      ESTAMPA
      UNICA Indisponível
    • 2
      TAMANHO
      U Indisponível
    • 3
      COR
      UNICA Indisponível
Adicionar
Quantidade
R$ 709,00
12 x de R$ 67,05 com juros
ou R$ 659,37 à vista (com 7,00% de desconto no Boleto Bancário)
    • 1
      ESTAMPA
      UNICA Indisponível
    • 2
      TAMANHO
      U Indisponível
    • 3
      COR
      UNICA Indisponível
Adicionar


O Microinversor Grid-tie para energia solar APSystem YC500A tem potência nominal de 500W na saída, com conexão monofásica em 220V e eficiência é de até 95,5%. O Microinversor APsystems funciona conectado à rede pública de energia e possui tecnologia que atende aos rigorosos requisitos internacionais que regulamentam, entre outros parâmetros, a tensão, corrente, frequência e a segurança deste tipo de equipamento. 


O Microinversor ApSystem YC500A com conexão monofasica 220VCa possui desenho compacto e moderno, que permite instalação em variados ambientes, melhorando a segurança, maximizando a geração do sistema de energia solar, e aumentando a confiabilidade do sistema e simplificando o projeto do sistema solar, a instalação, a manutenção e o gerenciamento.

O sistema distribuído de Microinversores APsystems assegura que não ocorra falha no sistema fotovoltaico. Os Microinversores APsystems são projetados para operar com potência máxima à temperatura ambiente e ao ar livre até 65°C. O microinversor foi projetado para operar em área externa, em conformidade com a classificação IP67 (International Protection), selado contra a entrada de água ou poeira. Com assistencia tecnica no Brasil o microinversor YC500A possui garantia de 10 anos contra defeitos de fabricação.

Você pode instalar os módulos fotovoltaicos individualmente em qualquer orientação, tipo ou potência de módulo solar fotovoltaico. O fio terra de proteção (PE) do cabo AC está conectado internamente ao chassis do Microinversor, eliminando a necessidade de outro fio de aterramento.

Altenergy Power Systems (APSystems) foi fundada em 2009 em Silicon Valley, EUA. Presente no mundo, a APSystems fornece seus micro inversores para dezenas de países e regiões, incluindo Europa, América do Norte, Austrália, China, África, etc. Mais de milhares de sistemas de micro-inversores APsystems foram instalados e funcionando sem problemas em todo o mundo. A APsystems tornou-se a empresa de inovação de alta tecnologia mais abrangente e a marca líder na indústria de micro-inversores.


ACESSÓRIOS RECOMENDADOS (NÃO INCLUSOS)
 
  • Painel solar fotovoltaico para produção de energia. Clique Aqui para visitar a sessão de painéis fotovoltaicos da Minha Casa Solar.
  • Suportes para fixação dos módulos. Clique Aqui para visitar a sessão de estruturas de montagem.

PORQUE VALE A PENA INVESTIR EM UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO À REDE

Os sistemas fotovoltaicos conectados à rede são uma forma ambientalmente correta de produzir eletricidade e uma forma inteligente de investimento. O valor investido na aquisição de um sistema grid-tied se converte em uma economia imediata na conta de energia elétrica. Cada unidade de energia que é produzida pelo sistema fotovoltaico se traduz em uma economia do mesmo montante que a concessionária cobraria para fornecer ao consumidor. Caso o consumidor tenha interesse em produzir toda a energia que consome, pagará na fatura mensal apenas o "custo de disponibilidade", conhecido como taxa mínima. Os ganhos com a economia na conta de luz são ainda mais evidentes para o consumidor residencial, que paga uma tarifa média mais alta do que os consumidores comerciais e industriais.

O consumidor que possui um sistema conectado à rede, além de cliente da concessionária de energia, passa a ser um fornecedor de energia para ela. Assim, quanto maior for o preço da energia que a concessionária cobrar do consumidor, maior será o valor que ela dará como crédito pela venda da energia produzida pelo consumidor. Por isso, além de reduzir a conta de energia, o sistema conectado à rede é uma forma segura de se proteger contra aumentos na conta de energia. Esses aumentos nas tarifas de energia ocorrem anualmente por causa da inflação e de outros fatores que o consumidor que possui um sistema conectado à rede não precisará se preocupar.

O investimento em um sistema de energia solar fotovoltaica é um investimento de longo prazo em equipamentos duráveis com vida útil de até 30 anos; que gera economia imediata e com baixo risco frente outras opções de investimento. Na atualidade, possui estimativa de retorno sobre o investimento em um período de cerca de 06 a 10 anos para consumidores residenciais, dependendo da região do país, do local de instalação e dos equipamentos adquiridos.

SOBRE A REGULAMENTAÇÃO NO BRASIL

A resolução normativa N°482 da ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica é o principal documento que regulamenta o funcionamento dos sistemas fotovoltaicos conectados à rede no Brasil. A resolução N°482 definiu as principais regras para o funcionamento da chamada micro e minigeração distribuída, modelo em que pequenos usuários podem produzir sua própria energia elétrica de forma integrada à rede de distribuição das concessionárias, como a Eletropaulo, CEMIG ou Light, etc. 

A resolução n°482 da ANEEL definiu também o sistema de "compensação de energia". Esse sistema permite que o consumidor tenha abatido da fatura de energia elétrica o valor referente à quantidade de energia produzida pelo sistema fotovoltaico. Se o consumidor produzir mais do que consome durante um mês, por exemplo, as concessionárias fornecerão um crédito referente à energia produzida a mais. Os créditos sobre a energia que excedeu o consumo têm validade de 36 meses e poderão ser utilizados quando o consumo for maior que a geração de energia, como em épocas chuvosas ou meses de menor insolação. Também existe a opção do consumidor instalar um sistema fotovoltaico em um endereço e economizar na fatura de energia de outro endereço, desde que ambas as propriedades sejam do mesmo proprietário.

Na prática, muitos usuários residenciais se tornam fornecedores de energia para a rede durante o dia, quando não há ninguém em casa ou o consumo é muito baixo, e se tornam consumidores à noite, quando o consumo aumenta e não há geração. A conta dos usuários dos sistemas conectados à rede também é um pouco diferente. Além de informar a energia consumida, ela informa a energia produzida durante o mês. Clique 
Aqui para acessar a resolução normativa N°482 na íntegra. O consumidor que produzir toda a energia que consome deverá pagar mensalmente na conta de energia apenas o custo de disponibilidade, conhecido como taxa mínima.


SOBRE A INSTALAÇÃO DOS SISTEMAS CONECTADOS À REDE

Sistemas elétricos conectados à rede envolvem grandes quantidades de energia. A instalação envolve riscos, como choque elétrico ou de queda de alturas e deve ser realizada por profissionais habilitados para esta tarefa. Em geral, para residências, a instalação demora de 01 a 03 três dias, dependendo do porte do sistema. Cada concessionária elaborou regras próprias para conexão do sistema à sua rede elétrica, que devem ser atendidas pelas empresas instaladoras. Antes da instalação, as empresas instaladoras devem apresentar o projeto técnico, que deverá ser aprovado pela concessionária de energia. 

Para medição da geração e do consumo de energia, um  medidor de consumo de energia (relógio) mais inteligente será instalado pela concessionária no local. O custo desse novo medidor deverá ser arcado pelo consumidor, mas a concessionária se responsabilizará pela manutenção e eventual troca.



ESPECIFICAÇÕES DO PRODUTO 

Parâmetros da Entrada:
  • MPPT Faixa de Tensão: 22V-45V
  • Faixa de Tensão de Operação: 16V-52V
  • Tensão Máxima de Entrada: 55V
  • Tensão de Partida: 22V
  • Corrente Máxima de Entrada: 12A x 2

 Parâmetros da Saída:
  • Potência Nominal de Saída AC: 500W
  • Tensão Nominal de Saída: 220Vca
  • Corrente Máxima de Saída: 2.27A
  • Faixa de Tensão de Saída Padrão: 176V-242V*
  • Faixa de Tensão de Saída Estendida: 150V-298V
  • Frequência Nominal de Saída: 60Hz
  • Faixa Padrão de Frequência de Saída: 57.5Hz-62Hz*
  • Faixa Estendida de Frequência de Saída: 55.1Hz -64.9Hz
  • Fator de Potência: >0.99
  • Distorção Harmônica Total: <3%

Eficiência:
  • Eficiência máxima: 95,5%
  • Consumo de Potência Noturna: 120mW

Dados Gerais:
  • Faixa de Temperatura Ambiente de Operação: -40°C to +65°C
  • Faixa de Temperatura de Armazenamento: -40°C to +85°C
  • Dimensões (L x A x P): 221mm × 167mm× 29mm
  • Peso: 2.5kg
  • Máxima Transmissão de Corrente AC: 20A
  • Classificação do gabinete: IP67
  • Ventilação Convecção Natural – Sem ventilador
Parâmetros da Entrada
  • MPPT Faixa de Tensão: 22V-45V
  • Faixa de Tensão de Operação: 16V-52V
  • Tensão Máxima de Entrada: 55V
  • Tensão de Partida: 22V
  • Corrente Máxima de Entrada: 12A x 2
 Parâmetros da Saída:
  • Potência Nominal de Saída AC: 500W
  • Tensão Nominal de Saída: 220V
  • Corrente Máxima de Saída: 2.27A
  • Faixa de Tensão de Saída Padrão: 176V-242V*
  • Faixa de Tensão de Saída Estendida: 150V-298V
  • Frequência Nominal de Saída: 60Hz
  • Faixa Padrão de Frequência de Saída: 57.5Hz-62Hz*
  • Faixa Estendida de Frequência de Saída: 55.1Hz -64.9Hz
  • Fator de Potência: >0.99
  • Distorção Harmônica Total: <3%

Eficiência:
  • Eficiência máxima: 95,5%
  • Consumo de Potência Noturna: 120mW
Dados Gerais:
  • Faixa de Temperatura Ambiente de Operação: -40°C to +65°C
  • Faixa de Temperatura de Armazenamento: -40°C to +85°C
  • Dimensões (L x A x P): 221mm × 167mm× 29mm
  • Peso: 2.5kg
  • Máxima Transmissão de Corrente AC: 20A
  • Classificação do gabinete: IP67
  • Ventilação Convecção Natural – Sem ventilador
  • Painel Solar Fotovoltaico – responsável pela transformação da energia do sol em eletricidade. Clique Aqui para visitar a sessão de Painéis Fotovoltaicos com potência de 205W a 350W.
  • Suportes para fixação dos módulos. Clique Aqui para visitar a sessão de estruturas de montagem.
É muito simples de instalar o sistema fotovoltaico usando o Microinversor APsystems. Cada Microinversor é facilmente fixado logo abaixo dos módulos fotovoltaicos. Os fios DC de baixa tensão dos módulos fotovoltaicos se conectam diretamente ao Microinversor, eliminando o risco da alta tensão DC. A instalação deve estar de acordo com os regulamentos e normas técnicas locais.

Componentes de instalação adicionais APsystems:
  • Cabo de fim de segmento AC (vendido separadamente)
  • Terminal protetor (vendido separadamente)
Ferramentas e peças necessárias para você além do conjunto dos painéis fotovoltaicos e do hardware associado, você vai precisar dos seguintes itens:
  • Caixa de junção de conexão AC
  • Trilhos e acessórios apropriados para montagem dos painéis e módulos
  • Soquetes e chaves para montagem do hardware
  • Condutor de aterramento contínuo e arruelas de aterramento
  • Uma chave de fenda Phillips
  • Uma chave torque
PORQUE VALE A PENA INVESTIR EM UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO À REDE

Os sistemas fotovoltaicos conectados à rede são uma forma ambientalmente correta de produzir eletricidade e uma forma inteligente de investimento. O valor investido na aquisição de um sistema grid-tied se converte em uma economia imediata na conta de energia elétrica. Cada unidade de energia que é produzida pelo sistema fotovoltaico se traduz em uma economia do mesmo montante que a concessionária cobraria para fornecer ao consumidor. Caso o consumidor tenha interesse em produzir toda a energia que consome, pagará na fatura mensal apenas o "custo de disponibilidade", conhecido como taxa mínima. Os ganhos com a economia na conta de luz são ainda mais evidentes para o consumidor residencial, que paga uma tarifa média mais alta do que os consumidores comerciais e industriais.

O consumidor que possui um sistema conectado à rede, além de cliente da concessionária de energia, passa a ser um fornecedor de energia para ela. Assim, quanto maior for o preço da energia que a concessionária cobrar do consumidor, maior será o valor que ela dará como crédito pela venda da energia produzida pelo consumidor. Por isso, além de reduzir a conta de energia, o sistema conectado à rede é uma forma segura de se proteger contra aumentos na conta de energia. Esses aumentos nas tarifas de energia ocorrem anualmente por causa da inflação e de outros fatores que o consumidor que possui um sistema conectado à rede não precisará se preocupar.

O investimento em um sistema de energia solar fotovoltaica é um investimento de longo prazo em equipamentos duráveis com vida útil de até 30 anos; que gera economia imediata e com baixo risco frente outras opções de investimento. Na atualidade, possui estimativa de retorno sobre o investimento em um período de cerca de 06 a 10 anos para consumidores residenciais, dependendo da região do país, do local de instalação e dos equipamentos adquiridos.
 

SOBRE A REGULAMENTAÇÃO NO BRASIL

A resolução normativa N°482 da ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica é o principal documento que regulamenta o funcionamento dos sistemas fotovoltaicos conectados à rede no Brasil. A resolução N°482 definiu as principais regras para o funcionamento da chamada micro e minigeração distribuída, modelo em que pequenos usuários podem produzir sua própria energia elétrica de forma integrada à rede de distribuição das concessionárias, como a Eletropaulo, CEMIG ou Light, etc. 

A resolução n°482 da ANEEL definiu também o sistema de "compensação de energia". Esse sistema permite que o consumidor tenha abatido da fatura de energia elétrica o valor referente à quantidade de energia produzida pelo sistema fotovoltaico. Se o consumidor produzir mais do que consome durante um mês, por exemplo, as concessionárias fornecerão um crédito referente à energia produzida a mais. Os créditos sobre a energia que excedeu o consumo têm validade de 36 meses e poderão ser utilizados quando o consumo for maior que a geração de energia, como em épocas chuvosas ou meses de menor insolação. Também existe a opção do consumidor instalar um sistema fotovoltaico em um endereço e economizar na fatura de energia de outro endereço, desde que ambas as propriedades sejam do mesmo proprietário.

Na prática, muitos usuários residenciais se tornam fornecedores de energia para a rede durante o dia, quando não há ninguém em casa ou o consumo é muito baixo, e se tornam consumidores à noite, quando o consumo aumenta e não há geração. A conta dos usuários dos sistemas conectados à rede também é um pouco diferente. Além de informar a energia consumida, ela informa a energia produzida durante o mês. Clique 
Aqui para acessar a resolução normativa N°482 na íntegra. O consumidor que produzir toda a energia que consome deverá pagar mensalmente na conta de energia apenas o custo de disponibilidade, conhecido como taxa mínima.


COMO SOLICITAR UM ORÇAMENTO?

A principal informação necessária para a elaboração de um orçamento é saber o consumo de energia do local. A forma mais fácil de saber o consumo é verificar na conta de energia elétrica quantos kWh estão sendo consumidos mensalmente. O ideal é saber o consumo anual de energia, geralmente informado no campo "histórico de consumo" que muitas concessionárias disponibilizam na fatura de energia. Com esta informação e o local da instalação, contate-nos pelo e-mail
clicando aqui ou pelo telefone (31) 3479-1400 para obter um orçamento.
 

SOBRE A INSTALAÇÃO DOS SISTEMAS CONECTADOS À REDE

Sistemas elétricos conectados à rede envolvem grandes quantidades de energia. A instalação envolve riscos, como choque elétrico ou de queda de alturas e deve ser realizada por profissionais habilitados para esta tarefa. Em geral, para residências, a instalação demora de 01 a 03 três dias, dependendo do porte do sistema. Cada concessionária elaborou regras próprias para conexão do sistema à sua rede elétrica, que devem ser atendidas pelas empresas instaladoras. Antes da instalação, as empresas instaladoras devem apresentar o projeto técnico, que deverá ser aprovado pela concessionária de energia. 

Para medição da geração e do consumo de energia, um  medidor de consumo de energia (relógio) mais inteligente será instalado pela concessionária no local. O custo desse novo medidor deverá ser arcado pelo consumidor, mas a concessionária se responsabilizará pela manutenção e eventual troca.


 
Microinversor Grid-Tie 500W sem WI-FI APSystems - YC500A-220V

INDIQUE UM AMIGO

Preencha os campos abaixo e clique em Indicar Produto.
A sua indicação será enviada para o e-mail especificado.

NOME DO AMIGO
E-MAIL DO AMIGO
MEU NOME
MEU E-MAIL
COMENTÁRIOS

AVALIAR PRODUTO

Você já adquiriu este produto?
Compartlhe a sua opinião com a gente.

NOME
E-MAIL

COMENTÁRIOS
AVALIAÇÃO
Muito Ruim Ruim Bom Muito Bom Excelente

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca
Newsletter
CADASTRE-SE E RECEBA OFERTAS EXCLUSIVAS:

MINHA CASA SOLAR - L&F Comércio, Projetos e Consultoria LTDA. | CNPJ Matriz: 11.945.569/0001-46 | Inscrição Estadual: 001597030.00-55
Endereços
Vendas/Administrativo: Rua Deputado Cláudio Pinheiro de Lima, 1.133, Bairro Glória, Belo Horizonte/MG | CEP 30870-020
Centro de Distribuição: Rua CC, 683, Bairro Arvoredo, Contagem/MG | CEP 32113-215
Horário de funcionamento
Vendas/Administrativo: Segunda-feira a sexta-feira: 8h às 18h
Retirada de mercadorias no Centro de Distribuição: Segunda a sexta-feira: 8h às 17h